quarta-feira, julho 15, 2009

Chefes, Directores e Presidentes

09:49

Um relatório recente da OCDE identificou a maior causa para o mau funcionamento da Administração Pública em Portugal.

Ao contrário do que seria de esperar o problema não estava no excesso de funcionários, nos baixos níveis de qualificação dos efectivos, na pesada máquina burocrática ou na falta de organização/estruturação dos serviços...

O problema da Administração Pública portuguesa está nas chefias intermédias, mas essencialmente nas de topo! O relatório indica que a pouca de experiência, o conhecimento fragmentado do trabalho efectivo no terreno e a falta de perfil para o desempenho desses cargos pode fazer colapsar o sistema em poucos anos.

Pessoalmente acho que na próxima revisão interna vou atingir o topo do "Princípio de Peter" e não estou a gostar... nem um pouco!

Melhor do que a OCDE para identificar isto só mesmo ter de conviver com esta realidade...

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

4 comentários:

Paulo disse...

claro: a falta de competência das chefias é gritante. dói mais ainda quando sofremos as consequências na pele.

abraço

X disse...

Os resultados do estudo não me surpreendem nada. Mas é bom ver confirmadas as suspeitas.
Abraço

pinguim disse...

Quem é que nunca o experimentou?
Abraço.

Anónimo disse...

Eu não digo,falta de competência técnica para determinados lugares, falo sim da falta de qualificações humanas para lidar e gerir pessoas.
Quando estamos na presença de alguém que não cumpre e nada se faz para mudar este estado de coisas, estamos a prejudicar quem trabalha e cumpre, logo, logo estamos a desmotivar o cumpridor...

 

© 2013 H2omens. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top